Follow

CONTATOS E LOCALIZAÇÃO

Contato

Whatsapp: 11 9 9292-3520

Tel: 011 3062-3096

Endereços

• Clínicas em São Paulo/SP:

1. Unid. Paulista/Jardins: Al. Santos, 2223 - sobreloja • São Paulo/SP

(altura do metro Consolação e Shopping Center 3, próximo ao Conjunto Nacional. Entre Ruas Haddock Lobo e Rua Augusta)

2. Unid. Paraíso/Paulista: Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 22 • São Paulo/SP

(altura do Shopping Paulista. Entre a Praça Oswaldo Cruz e HCor - Hospital do Coração).

 

• Clínica em Sorocaba/SP:

Rua Salvador Correa, 558 - Jardim Vergueiro

* Os procedimentos terapêuticos da clínica não substituem o acompanhamento do seu médico. Mantenha-se sob a supervisão dele.

©2019 by Fontana Saúde Perfeita.

Archive

Please reload

Tags

Ayurveda e Astrologia Védica

August 5, 2018

Como a astrologia védica pode contribuir para a prevenção e o tratamento com Ayurveda

 

 

Originalmente Ayurveda, Yoga e Jyotish – a astrologia védica –  são uma só Ciência.

Os antigos Sábios Védicos, em suas meditações, entraram em profundos estados de consciência e, nesse estado expandido, foram compreendendo o Dharma, a ordem cósmica. Em outras palavras, Eles atingiram a percepção direta da maneira pela qual a presença do Ser ou Pura Consciência, imanente em todas as formas, em todo o Universo, mantém este Universo em constante fluxo, dentro de uma ordem perfeita e em vida eterna, tendo como princípio básico a Lei de Causa e Efeito – Satkaryavada – e a Lei da igualdade dos atributos – Parinamavada. Esta é a definição mais ampla de Dharma, por isso chamado Sanátana Dharma.

Ayurveda, Yoga e Jyotish são as aplicações do conhecimento desse Dharma eterno e transcendental às relações entre a Consciência Pura, os seres, incluindo o humano e o universo.

Saúde para estas ciências, é um conceito muito amplo que implica nas relações de harmonia entre:

  1. O corpo controlado pelos Doshas Vata, Pitta e Kapha.

  2. O Prana ou energia vital que flui através dos nadis e Chakras.

  3. A mente ou Manas geradora de emoções e que sofre a forte influência das trigunas – Sattwa, Rajas e Tamas.

  4. A Alma formada pelos nossos corpos permanentes e Buddhi.

  5. O Atma ou Purusha – a Consciência Pura.

Estes diversos componentes da nossa existência têm sua anatomia e fisiologia internas próprias e, com exceção do Purusha ou Ser, todos os demais podem apresentar desequilíbrios e causar, pela interdependência no funcionamento de todos, desarmonia nos demais, que se manifesta como doenças.

Estados mentais emocionais geram alterações do fluxo de Prana e o fluxo de Prana afeta o funcionamento de corpo. Alterações orgânicas, por sua vez, podem provocar bloqueio energético de Prana e isto levar a estados emocionais negativos. Estas relações entre mente e corpo são cada vez mais conhecidas de nossa ciência moderna e aceitas por todos. Para a maioria ainda sem o conhecimento da participação de Prana, a energia vital inteligente, neste processo.

Porém, o mais intrigante é a relação da Alma – Jiva em sânscrito – com a vida de nossa personalidade e do nosso corpo. Ela, a Alma, traz os átomos permanentes de nosso corpo causal, com a memória kármica e dela, sem dúvida, provêm muitos fatores que afetam nosso corpo, o prana e a mente gerando doenças. Na  Alma estão muitos fatores que chamamos “genéticos” para a manifestação de doenças, limitações e sofrimentos. Obviamente também encontramos nela, todo o potencial dos talentos e das faculdades já desenvolvidas pelas longas experiências de tantas e tantas existências nesse mundo.

As três Ciências mencionadas – Ayurveda, Yoga e Astrologia – lidam com todos estes níveis da nossa existência mas, quando focamos o ato de preservar a saúde, eliminando fatores causadores de doenças ou quando vamos tratar doenças já estabelecidas pelos métodos Védicos, fica claro que Ayurveda, Yoga e Astrologia abordam diferentes aspectos que nos fazem, quando utilizamos de forma sábia e correta as três, ter o mais integral, holístico sistema de cuidar da saúde que já existiu ou que possa existir. Assim temos:

  1. A Ayurveda conhece profundamente as relações dos diversos componentes do corpo, sua anatomia e fisiologia, sua fisiopatologia, ou mecanismos das doenças e seus métodos de tratamento. Reconhece as inter relações de Prana, Manas e Buddhi como fatores causais mas enfoca os efeitos deles sobre os tecidos, os canais e os processos físicos. Seus métodos de tratamento envolvem principalmente dravyas (substâncias terapêuticas) físicas como ervas, metais, Panchakarma, massagens e outros.

  2. O Yoga, visto como método de tratamento ou Yogaterapia, por outro lado, enfatiza as relações de Prana, Manas e Buddhi com o corpo, utilizando métodos como Mudras, Kriyas, Bhandas, Asanas, Pranayamas, Meditação.

Gostaria de chamar a atenção do leitor que estamos aqui enfatizando o aspecto terapêutico do Yoga porque, visto como Yoga puramente, sua meta é o contato de Manas e Buddhi com o Purusha, assim como estabelecem os textos sagrados.

  1. Jyotish, a astrologia Védica, enfatiza os aspectos da Alma, da influência Kármica sobre nossa vida, do papel destes aspectos kármicos como causa de nossos problemas e como solução deles encontrando a melhor via de resolve-los.

Assim, levando em conta esta perfeita harmonia cósmica chamada Dharma e as inter relações do micro com o macrocosmo, o mapa celeste no momento do nascimento de uma pessoa reflete, sob a interpretação experiente de um astrólogo, vários aspectos da Alma e de seus ciclos durante a vida.

Para um médico Ayurvedico, o mapa astrológico se apresenta como um exame complementar, para dar uma imagem didática. Assim como um hemograma representa o estado do sangue e pode nos fazer constatar ou predizer várias doenças, assim o mapa astrológico nos permite investigar muitos detalhes sobre nossos pacientes como:

  • O momento adequado de plantar e colher as ervas medicinais porque alguns trabalhos demonstram que o períuodo astrológico mais auspicioso para um Dosha “coincide” com a maior concentração das substâncias terapêuticas nas ervas que são adequadas para tratar os problemas daquele Dosha!

  • Uma acurácia maior no diagnóstico constitucional porque nos permite, além de definir os sete tipos constitucionais (Vata, Pitta, Kapha, Vata-Pitta, Vata-Kapha, Pitta-Kapha e Vata-Pitta-Kapha) amplia-los com a utilização do conhecimento do planeta regente do mapa daquela pessoa. Assim, por exemplo, um Pitta pode ter como planeta regente o Sol ou Marte ou Ketu e isto vai promover diferentes características de Pitta em cada um deles o que nos auxilia na análise constitucional. Aqui eu gostaria de chamar a atenção do leitor que alguns astrólogos, desconhecendo a Ayurveda, tentam determinar o Dosha constitucional de uma pessoa apenas pelo mapa astrológico e o resultado é que difere muitas vezes de forma completa com o real metabolismo e estrutura da pessoa, produzindo confusão e não sendo a ferramenta eficaz para isso na Ciência Védica. Um acurado exame treinado dentro da Ayurveda e o exame do pulso, principalmente, são os melhores meios para se definir o Dosha.

  • Cada casa astrológica tem relação com diferentes órgãos de nossos corpos. Planetas considerados maléficos, ou combinações inadequadas de planetas, seja naquela casa ou que debilitam o planeta contido naquela casa, favorece o aparecimento de doenças daqueles órgãos e o experiente médico ayurvedico, de posse destas informações, escolhe os Rasayanas ou medicamentos que fortalecem a resistência e imunidade daquele órgão ou tecido preventivamente.

  • Pessoas que nascem em um determinado signo têm maior propensão a terem enfermidades relacionadas com o elemento predominante daquele signo. Assim, os signos de ar – Gémeos, Libra e Aquário, têm maior possibilidade de terem patologias de origem Vata. Signos de água como Câncer, Escorpião e Peixes têm maior propensão para patologias de Kapha. Signos de fogo como Áries, Leão e Sagitário têm maior possibilidade de terem patologias Pitta e Signos de terra como Touro, Virgem e Capricórnio têm maior pr